Cachorros proibidos são mais gostosos?

dog_glassesQuanto tempo, amigos caninos!!!

Esclarecendo o sumiço… A minha vida tava mais parada do que esse blog!!! Super sem graça, sem flertes e histórias interessantes pra postar aqui.

Pois bem.

Mudei de faculdade como tinha dito em posts anteriores.

Fiz novos amigos e acabei conhecendo um rapaz novo pra eu montar o drama da vez aqui.

Ele é desajeitadinho, usa óculos e é nerd. E daí? Essa foi a minha primeira impressão (acabei me acostumando e achando lindo aquela dedicação toda do rapaz, até as camisas sociais fora-de-moda).

Nos conhecemos durante umas aulas desinteressantes – na verdade ninguém nos apresentou em momento algum. E eu fiquei mais de um mês achando que o nome daquele menino sem graça era Carlos, o Carlotinha! Aaaai, a minha surdez. Pra vocês vai ser esse o nome, ok?

Depois de um mês de ele passando despercebido, pra lá e pra cá por mim todos os dias, eu aprendi que o nome dele não era esse – graças a Deus! E fomos ficando amigos, se é que você me entende. Passamos um final de semana num evento da faculdade juntos, conversando, e eu achei ele um barato – inteligente, culto, engraçado, charmoso… Me ganhou com o papo, é mole?

Cheguei em casa doida pra beijar aquela pessoa e fui adicioná-lo no orkut pra abrir os trabalhos – committed! Qual será o meu problema com Dart Vader-kind of men?

(Repassando história antiga: on)

Lembram daquele outro menino da faculdade com namorada que sem querer eu me envolvi? Terminou com ela e gosta de mim até hoje… Precisa dizer o quanto eu me sinto mal com isso??? De discutir relação com ele sem termos nada, pra ele se sentir melhor e ver se consegue seguir a vida numa boa sem mim? Bom senso da autora fail.

(Repassando história antiga: off)

Adicionei Carlota mesmo assim… E ele me adicionou no msn. Mas é claro que você deve estar pensando que começou o ciclo vicioso, não?

É isso mesmo, leitor canino! Nos falamos todos os dias até que ficou insportável nos vermos o dia inteiro e passar pra dar boa noite antes de dormir… E quando ficou insuportável, resolvemos que a distância tinha que diminuir.

Marcamos várias vezes e acabávamos achando alguma desculpa que impedisse a nossa falta de caráter.

Até que achamos uma boa desculpa. Marcamos de nos encontrarmos num sábado à noite, aqui em casa, pra conversar – quer desculpa melhor?

(sarcasmo)
Ele no msn minutos antes de vir pra minha casa:´
Tá, eu tô saindo e chego aí em 15 minutos.
… Pausa…
Meu Deus, e agora???

Eu: Agora… já foi.

(/sarcasmo)

Depois de alguns copos de vodka, estávamos nós dois nos entrelaçando no sofá como eu não fazia há tempos!!!

Que foi maravilhoso eu nem preciso dizer, né?

Mas na hora de ir embora, bateu nele aquele remorso ridículo e ele começou a ser completamente frio comigo!

E continuou assim por todo o resto da semana, quieto, sem falar comigo nem com ninguém.

Eu, o mais rapidamente possível, fugi pra casa dos meus pais depois de uma conversa em que ele me disse que não iria contar pra namorada – nunca – independente do que acontecesse. Foi mais ou menos assim, de uma forma bonita, com sensibilidade barata e um sentimento falso de culpa – “ok, você é uma delícia, mas eu não vou terminar com ela”.

Chorei, chorei, chorei.

Já disse que eu chorei?

E ele voltou a me procurar no dia seguinte. Mandando mensagens perguntando como eu estava, onde eu estava e dizendo o quanto a lua estava linda… Umas três vezes. Achei até meio falta de criatividade depois da segunda.

Imaginam como anda a minha cabeça?

E continuamos assim. Eu esperando que ele termine com ela algum dia, ele brincando com meu coração… Um dia antes de eu sair de casa pra uma festa, ele disse que queria muito me ver toda arrumadinha assim e que só não saia de casa porque estávamos a 10 horas um do outro… No outro dizendo que a minha foto do msn estava linda e que ela poderia ficar lá pra sempre…

O problema é que ele não dá indícios de terminar com a hippie brega. Sim – ela é hippie, brega, mal-sucedida, tem foto bêbada no orkut e se orgulha de tatuagens cafonas pelo corpo. E ele ainda deixa mensagens de “saudade” no orkut dela. É mole? Hipócrita.

Eu realmente não sei o que se passa na cabeça dele.

Outro dia ele me disse que eu pareço ser “extremamente bajulada e que deve ser muito difícil me agradar”. Olha, realmente eu gosto de coisas bem melhores que aquela meninina brega, e os programas que os dois fazem juntos não me deixariam nem um pouco feliz – sem recalque. Quem me conhece sabe o quanto eu não sou nada fútil – mas elegância pra mulher não é futilidade. E a felicidade não mora numa cabana.

Será que é disso que ele tem medo?

Ou será que ele não tem medo de nada e eu que fico inventando desculpas pra ele preferir a hippie brega a mim?

E… Se ele prefere mesmo a hippie, porque não me deixa em paz?

Será que talvez é porque eu também não deixo ele em paz.

Não há paz.

Dúvidas.

PS: Semana que vem postarei mais dúvidas. Vou sair com um rapazinho novo no final de semana (Só pra esquecer o Carlotinha).

PS2: Sim, o menino do carnaval morreu! Ave!
Sim, eu sou volátil.

PS3: Pra quem sente saudade de Dart Vader, eu também sinto. Continuamos nos falando sempre, ele continua lindo e… se casa ano que vem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: