Archive for the Cachorradas Category

Todos os cachorros são reincidentes ou algum virará príncipe?

Posted in Cachorradas on agosto 27, 2009 by rexandthecity

Sapo_PrincipeOlá!

Estou escrevendo hoje com uma esperança com o mundo cão que vocês nem imaginam!

O atual dono do meu coração – sim, eu sei, a rotatividade é alta – está dando sinais de vida! Até que enfim!

Sim sim! Mas o objetivo desse post de hoje é mais nobre.

Estávamos, eu e minha melhor amiga, conversando sobre as novas investidas do Carlotinha.

Ele tem me mandado umas cinco mensagens por dia, não esconde a felicidade quando me vê e perde horas conversando comigo…

Essa semana, no meio de uma conversa – sem sentido nenhum com o que estávamos falando, disse que “não está conseguindo reagir a mim, está sem forças”. Num outro papo, veio me perguntar se eu tenho paciência (???)…

Abalou seriamente os meus sentidos quando encontrou uma música com meu nome, sem que eu pedisse nada (quem me conhece sabe que esse era um grande recalque de infância, queria me chamar Luisa, Carolina… ou algo poético). Pra piorar, depois de eu contar esse segredo pra ele, ele foi lá e encontrou mais uma música! Linda! Dá pra ser mais perfeito? Fora todas as investidas e ilusões que ele coloca no meu coraçãozinho, né? rs…

Nos falamos ao acordar, ao almoçar, antes de dormir… Tudo muito bonito, se ele ainda não estivesse namorando aquela riponga.

No maravilhoso mundo cor de rosa da minha cabeça, esses atos e essas perguntas me fizeram chegar à conclusão de que ele precisa de um tempo pra deixar as coisas esfriarem por lá e terminar com a namorada pra finalmente ficar comigo. Sim… Porque, se ele não quer ficar comigo, porque estaria tão empenhado em não me deixar esquecer que ele existe???

Comentei o fato com a minha amiga, que suscitou a seguinte dúvida na minha cabeça…

“Se vocês acabarem juntos mesmo, será que você vai ter confiança nele, depois de tudo que ele fez pra ficar com você?”

Será que os cachorros são reincidentes?
Pesei os dois lados.

Lado 1 – As pessoas se apaixonam, ué! E quando o fazem, largam tudo e todos – meio sem critérios de caráter, é verdade – para chegar aos objetivos. E isso não implica em reincidência.

Lado 2 – Quem faz uma vez, faz duas ou mais.

De que lado ficar?

Virarei eu uma neurótica controladora que não acredita em nenhuma das amigas do meu namorado, só porque ele trocou a ex por mim?

Olha que coisinha rosinha com glitter a música que ele me mandou:

“Se ficar assim me olhando,
me querendo, procurando,
não sei não, eu vou me apaixonar!

Eu não tava nem pensando
mas você foi me pegando
e agora não importa aonde vá:
me ganhou, vai ter que me levar!”

O mais engraçado é que quando eu ouvi essa música na rádio, deu uma vontade tão grande de mandar pra ele… Mas como eu sou uma pessoa empenhada em “deixar as coisas acontecerem” (um amigo disse outro dia que eu sou muito “intervencionista” nos relacionamentos, querendo sempre satisfações e esclarecimentos de tudo [:o]…), deixei pra lá e foi ele que acabou me mandando!!! Aiaiai…

Torçam aí!

Anúncios

Cachorros proibidos são mais gostosos?

Posted in Cachorradas on agosto 13, 2009 by rexandthecity

dog_glassesQuanto tempo, amigos caninos!!!

Esclarecendo o sumiço… A minha vida tava mais parada do que esse blog!!! Super sem graça, sem flertes e histórias interessantes pra postar aqui.

Pois bem.

Mudei de faculdade como tinha dito em posts anteriores.

Fiz novos amigos e acabei conhecendo um rapaz novo pra eu montar o drama da vez aqui.

Ele é desajeitadinho, usa óculos e é nerd. E daí? Essa foi a minha primeira impressão (acabei me acostumando e achando lindo aquela dedicação toda do rapaz, até as camisas sociais fora-de-moda).

Nos conhecemos durante umas aulas desinteressantes – na verdade ninguém nos apresentou em momento algum. E eu fiquei mais de um mês achando que o nome daquele menino sem graça era Carlos, o Carlotinha! Aaaai, a minha surdez. Pra vocês vai ser esse o nome, ok?

Depois de um mês de ele passando despercebido, pra lá e pra cá por mim todos os dias, eu aprendi que o nome dele não era esse – graças a Deus! E fomos ficando amigos, se é que você me entende. Passamos um final de semana num evento da faculdade juntos, conversando, e eu achei ele um barato – inteligente, culto, engraçado, charmoso… Me ganhou com o papo, é mole?

Cheguei em casa doida pra beijar aquela pessoa e fui adicioná-lo no orkut pra abrir os trabalhos – committed! Qual será o meu problema com Dart Vader-kind of men?

(Repassando história antiga: on)

Lembram daquele outro menino da faculdade com namorada que sem querer eu me envolvi? Terminou com ela e gosta de mim até hoje… Precisa dizer o quanto eu me sinto mal com isso??? De discutir relação com ele sem termos nada, pra ele se sentir melhor e ver se consegue seguir a vida numa boa sem mim? Bom senso da autora fail.

(Repassando história antiga: off)

Adicionei Carlota mesmo assim… E ele me adicionou no msn. Mas é claro que você deve estar pensando que começou o ciclo vicioso, não?

É isso mesmo, leitor canino! Nos falamos todos os dias até que ficou insportável nos vermos o dia inteiro e passar pra dar boa noite antes de dormir… E quando ficou insuportável, resolvemos que a distância tinha que diminuir.

Marcamos várias vezes e acabávamos achando alguma desculpa que impedisse a nossa falta de caráter.

Até que achamos uma boa desculpa. Marcamos de nos encontrarmos num sábado à noite, aqui em casa, pra conversar – quer desculpa melhor?

(sarcasmo)
Ele no msn minutos antes de vir pra minha casa:´
Tá, eu tô saindo e chego aí em 15 minutos.
… Pausa…
Meu Deus, e agora???

Eu: Agora… já foi.

(/sarcasmo)

Depois de alguns copos de vodka, estávamos nós dois nos entrelaçando no sofá como eu não fazia há tempos!!!

Que foi maravilhoso eu nem preciso dizer, né?

Mas na hora de ir embora, bateu nele aquele remorso ridículo e ele começou a ser completamente frio comigo!

E continuou assim por todo o resto da semana, quieto, sem falar comigo nem com ninguém.

Eu, o mais rapidamente possível, fugi pra casa dos meus pais depois de uma conversa em que ele me disse que não iria contar pra namorada – nunca – independente do que acontecesse. Foi mais ou menos assim, de uma forma bonita, com sensibilidade barata e um sentimento falso de culpa – “ok, você é uma delícia, mas eu não vou terminar com ela”.

Chorei, chorei, chorei.

Já disse que eu chorei?

E ele voltou a me procurar no dia seguinte. Mandando mensagens perguntando como eu estava, onde eu estava e dizendo o quanto a lua estava linda… Umas três vezes. Achei até meio falta de criatividade depois da segunda.

Imaginam como anda a minha cabeça?

E continuamos assim. Eu esperando que ele termine com ela algum dia, ele brincando com meu coração… Um dia antes de eu sair de casa pra uma festa, ele disse que queria muito me ver toda arrumadinha assim e que só não saia de casa porque estávamos a 10 horas um do outro… No outro dizendo que a minha foto do msn estava linda e que ela poderia ficar lá pra sempre…

O problema é que ele não dá indícios de terminar com a hippie brega. Sim – ela é hippie, brega, mal-sucedida, tem foto bêbada no orkut e se orgulha de tatuagens cafonas pelo corpo. E ele ainda deixa mensagens de “saudade” no orkut dela. É mole? Hipócrita.

Eu realmente não sei o que se passa na cabeça dele.

Outro dia ele me disse que eu pareço ser “extremamente bajulada e que deve ser muito difícil me agradar”. Olha, realmente eu gosto de coisas bem melhores que aquela meninina brega, e os programas que os dois fazem juntos não me deixariam nem um pouco feliz – sem recalque. Quem me conhece sabe o quanto eu não sou nada fútil – mas elegância pra mulher não é futilidade. E a felicidade não mora numa cabana.

Será que é disso que ele tem medo?

Ou será que ele não tem medo de nada e eu que fico inventando desculpas pra ele preferir a hippie brega a mim?

E… Se ele prefere mesmo a hippie, porque não me deixa em paz?

Será que talvez é porque eu também não deixo ele em paz.

Não há paz.

Dúvidas.

PS: Semana que vem postarei mais dúvidas. Vou sair com um rapazinho novo no final de semana (Só pra esquecer o Carlotinha).

PS2: Sim, o menino do carnaval morreu! Ave!
Sim, eu sou volátil.

PS3: Pra quem sente saudade de Dart Vader, eu também sinto. Continuamos nos falando sempre, ele continua lindo e… se casa ano que vem!

Cão desaparecido

Posted in Cachorradas on março 4, 2009 by rexandthecity

O que faz os cachorros sumirem?

Eu fiz tudo certo. A melhor roupa, um programa legal, várias saídas divertidas com papos infindáveis e animados, pegação frenética que pára na medida certa deixando aquela vontade pra próxima vez…

Saí super animada, preparando pros próximos momentos e comprei até uma lingerie especial 🙂

Agora chega. Vamos à parte que interessa. Ele não me ligou.

Eu chorei, esperneei, disse que não ia ligar e acabei mandando uma mensagem.

Ele, claramente, não entendeu nada do que eu disse e ainda me respondeu agressivamente perguntando se a mensagem era pra outra pessoa. Definitivamente, o menino que gostava de rock e que me conquistou ouvindo Beatles tá muito heavy metal. Eu me revoltei com a mensagem dele e liguei. Ele não me atendeu e, uns minutos depois, me ligou de volta. Disse que não tava entendendo nada, que devia estar com a cabeça ruim ainda por causa do carnaval, que tinha sido muito “pesado” (isso é coisa que se fale pra sua peguete – ou ex-peguete?). Conversamos mais, eu me fazendo de “garota bem-resolvida que passou o carnaval feliz e light com os amigos” e no final ele disse que me ligaria quando voltasse pra casa.

Tá aí o drama. Ele estava a catorze (sim, 14, QUATORZE pros mais chatos…) quilômetros de casa. Praticamente metade da distância que eu ando todos os dias pra ir à faculdade.

Bem. Isso foi quinta. Hoje é terça e ele ainda não me ligou. Entrou no msn e não falou comigo. Desabei em lágrimas.

O que eu faço? Meus posts estão chatos e eu tô romântica e repetitiva. Só quero ele pra mim.

Algum homem pode me dizer o que eu fiz de errado?

Tá… Vou contar algumas coisas. Na minha primeira mensagem tinha um “meu lindo” no final. Isso é um crime muito grave? Tô começando a peneirar tudo que eu falei em busca dos meus erros…

Ou será o “cadê vc” super apelativo que eu coloquei na segunda mensagem? Talvez. Mas se bem que na segunda mensagem ele já tinha me mandado pro beleléu… Pelo visto, não foi daí.

Será que é a menina que adicionou ele no orkut (oi, td bem, que bom que me add. me add no msn, beijinhos) Beijinhossssssssssssss??? VTNC!

Tô com muito ódio no meu coraçãozinho…. Droga.

Oooo Aurora!

Posted in Cachorradas on fevereiro 26, 2009 by rexandthecity

Depois de tanto tempo, vim aqui com esse post novo!

Não consegui escrever sobre o fim da minha história com Dart Vader e acho que talvez eu nunca consiga. Ainda dói um pouquinho…

Hoje venho com uma história nova de mais uma das minhas muitas coincidências… (Tive que pular uma história que aconteceu no meio do fim de Dart Vader e do começo desta, mas um dia eu volto).

Antes de decidir esquecer Dart Vader e de ele fazer tudo o que fez comigo, eu resolvi fazer uma viagem de férias com as minhas amigas. Fomos pra Búzios com o objetivo de relaxar, ficar morenas e falar mal de homem. Nada mais.

No segundo dia na cidade, acordei inspirada e parti pra praia… Só que no meio do caminho, andando ainda pelo condomínio, vejo um amigo meu deitado na rede… Fui chegando perto pra ver se era mesmo e acabamos conversando um pouco, numa situação até estranha pra falar a verdade… Pra descontrair o clima, ele disse que ia sair a noite e convidou a gente pra ir.

Fui à praia e voltei. As meninas cismaram de cair na piscina e lá fui eu… Lá, estavam o meu amigo, a namorada e um outro garoto.

Pausa para explicar quem é o outro garoto:

2007. Combinei com duas amigas minhas de elas dormirem aqui em casa pra nós 3 fazermos uma night daquelas e depois voltarmos fofocando! Fomos pra uma boate, dançamos muito e eu acabei ficando com o garoto mais bonito do lugar… Ele realmente era lindo, fortão, alto… aiaiai… Me descontrolei. Minha amiga acabou ficando com o primo dele, um menino meio desajeitadinho que só falava de música.

Na hora de ir embora, os dois trouxeram a gente em casa e a minha amiga que estava sozinha pediu pra subir e dormir. Eu, como anfitriã, tive que subir com ela, arrumar a cama, essas coisas. O meu menino acabou subindo comigo pra eu não ir sozinha e nós dois acabamos parando no sofá, nos agarrando loucamente. Abre parênteses – melhor pegada da minha vida – fecha parênteses.

Já estávamos bem empolgados quando a porta abre e entram a minha amiga e o menino que gostava de rock. Ficou um clima péssimo, de eles se agarrando ali e nós aqui. Acabamos, eu e o garoto, indo pro meu quarto, mas eu resisti e acabei não transando.

No dia seguinte, acabei descobrindo que os dois eram muito amigos de um amigo meu da faculdade (aquele da rede) e ele me mandou um esporro astronômico dizendo que eu não devo ficar com amigos dele porque nenhum presta…

Bem, o tempo passou e eu nunca mais vi o garoto do sofá.

Voltando à piscina. O garoto que estava lá com o meu amigo era exatamente o primo do garoto que eu levei pra minha casa. O mais interessante foi que, quando me viu, ele não conseguiu agir com naturalidade e ficou me olhando como se eu fosse a Gisele Bündchen perdida em Búzios. Não dei a menor confiança.

À noite, tentamos, eu e as meninas, procurar o meu amigo no bar onde ele tinha dito que estaria, mas não conseguimos. Acabamos indo pra um barzinho super-pegação, em que eu tomei umas três cantadas de caras bonitos diferentes e estava só ajeitando minha cabeça pra qual eu iria escolher no final.

Nisso, aparece o garoto que gostava de rock, sozinho, olhando pras mesas como se procurasse alguém. Eu dei um tchau quando nossos olhares se cruzaram e ele veio na nossa direção. Disse que estava sozinho, que meu amigo tinha ido pra casa e que ele estava sem sono e sem paciência de ficar em casa. Inconscientemente, chamei pra sentar conosco na mesa. Aaaaah, erro meu. As meninas quase me mataram. Ele empacou o “flerte” e nós acabamos ficando chupando dedo.

Só que, de quebra, eu descobri que ele era um fofo, culto, educado e que ele estava dando em cima de mim fortemente. Ele nos levou em casa e comentou sobre nós voltarmos juntos pro Rio no dia seguinte, porque ele voltaria sozinho e tal. O problema é que ficou claro que era só eu e não as meninas… Acabei negando o convite e ele voltou sozinho.

Quando voltei pro Rio, fui adicioná-lo no orkut e lá estava um “namorando”! Fiquei revoltada e cheia de homem complicado na minha vida.

Depois de uma semana, entrei novamente no orkut dele e o namorando tinha sumido. Adicionei ele no orkut, no msn, marcamos encontro e saímos.

Ele tinha terminado o namoro antes do carnaval e foi pra Búzios tentar esquecer a menina, passando 15 dias sozinho… Acabou me conhecendo.

Bem, saímos, nos divertimos muito, o papo é muito bom e a pegada, sensacional. Deve ser de família! 🙂

Sabe aquele homem que abre a porta do carro pra você, te coloca sentadinha, te enche de beijos, fecha a porta, vai pro lado do motorista, senta e te enche de beijos de novo? Ai.

Então, problemas. Carnaval chegando… Meu irmão viajou e eu pensei em nós dois, eu e ele, aqui, dormindo juntinhos na sexta-feira pra comemorar o início do carnaval. Liguei pra ele perguntando o que iria fazer hoje e ele, simplesmente, disse que ia sair, que era carnaval né? Eu, revoltada e sentimental, mandei uma mensagem e ele respondeu friamente “Ah, não fica assim”.

Morri.

Passei meu carnaval tão triste que nem quando o cara mais gato e lerdo da minha faculdade, daqueles que não chega em ninguém, resolveu chegar em mim, eu não quis.

No orkut dele já tem scrap de piriguetes carnavalescas… E eu tô em casa, chupando dedo, chorando por causa dele e esperando que ele me ligue.

Será que ele vai me ligar?

Eu não sei se agüento outro baque desses não.

Tô achando que tô apaixonada. Rezem (MUITO) por mim!

Perdeu a vez

Posted in Cachorradas on janeiro 16, 2009 by rexandthecity

Bem, a história com Dart Vader acabou de vez. E MUITO mal.

Por mim, não vamos nos falar mais, ou então vai ficar um clima péssimo toda vez que a gente se encontrar (todos os dias a partir de 1 de fevereiro).

No momento, a minha raiva não deixa eu relatar o episódio inteiro… Mas digamos que ele virou o jogo, saiu por cima, de santo arrependido, novamente…

Só que dessa vez eu não sai por cima, e muito porque eu não quis. Queria fazer que ele visse que eu não gostei da “brincadeira” de fazer o outro se sentir por baixo.

Como sempre, eu consigo terminar relacionamentos que eu nem comecei! Fantástico!

Peguei nojinho. Agora já era.

A fila andou pro vilãozinho.

Dart Vader – O retorno (é sempre pior)

Posted in Cachorradas on janeiro 5, 2009 by rexandthecity

01169296400E eu achando que minha história com Dart Vader estava perto do fim…

Doce engano.

Dia 04/01 ele resolveu me mandar uma mensagem de Feliz Ano Novo. Não sei porque, mas aquilo me soou como alguma coisa tipo “opa, tô aqui, viu?”.

Bem, hoje, conversando com ele no msn, ele vem me contar a super novidade.

“Te contei que eu fiquei noivo?”

Silêncio.

Eu: Me dá 2 minutos?

Vinte minutos e dois copos d´água depois:
“Parabéns, noivinho. Posso ser a sua dama de honra?”

Começamos um papo sobre presentes, e sem querer…

Acabamos o papo marcando a despedida de solteiro pra semana que vem. Calma, gente! Ele só casa em 2 anos, mas eu preciso adiantar os problemas.

Marcamos a data e o lugar… O que eu tenho na cabeça?
Agora eu não consigo mais dormir, e acredito que ele também não esteja.

Infelizmente, chegamos à conclusão de que esse problema precisa ser resolvido. É uma pendência!!! Enquanto isso não acabar, ele não casa, eu não caso e a gente nunca vai conseguir conviver harmonicamente.

O fato é que moramos na mesma cidade, trabalhamos com a mesma coisa e, pasmem, a partir do mês que vem, no mesmo lugar.

Será que dessa vez eu vou ter coragem?
Cruzem os dedos pra eu não me ferrar.

2008!

Posted in Cachorradas on janeiro 3, 2009 by rexandthecity

011692964001Ano Novo, vida nova?

Ahm, não sei.

Bem, esse ano foi bem produtivo. Vamos à algumas razões pro sucesso de 2008 antes das resoluções de 2009.

1 – Fiz minha primeira viagem sozinha!
2 – Vi neve pela primeira vez.
3 – Beijei a primeira pessoa de outra nacionalidade na minha vida! E foi maravilhoso!
4 – Vivi um romance de novela em uma semana.
5 – Consegui resistir ao Dart Vader.
6 – Peguei o cara mais gato do trabalho.
7 – Juntei dinheiro pra fazer o curso que eu queria!
8 – Mudei de faculdade.
9 – Mantive os amigos da faculdade antiga.
10 – Fiz muitos amigos na faculdade nova.
11 – Consegui perdoar erros que achava imperdoáveis.
12 – Resolvi em 5 minutos que faria uma viagem de 1400km. Arrumei as malas e fui.
13 – Ajudei algumas pessoas.
14 – Aprendi a adorar crianças.
15 – Saí numa reportagem de uma página da Revista Quem (pqp, péssima essa parte… mas foi divertido depois rir disso tudo)
16 – Descobri que meu melhor amigo ia mudar pra fora do Brasil. Ele mudou, mas depois desistiu e voltou.
17 – Passei a ignorar todas as pessoas insuportáveis que eu sempre tolerei na família, depois que minha avó morreu.
18 – Virei a queridinha do chefe sem querer e trabalhei arduamente pra mudar essa minha imagem. Consegui! Hahahaha…
19 – Sobrevivi a uma turbulência bizarra!
20 – Consegui me adaptar às lentes de contato.
21 – Não dei mais meu telefone pra qualquer carinha que eu ficasse em noitada.
22 – Ajudei meu irmão.
23 – Passei o melhor Reveillon da minha vida, numa festa que foi “open bar acidental” (Essa eu preciso contar em outro post!)

E pra 2009?
1 – Escolher o que fazer da vida.
2 – Passar nas provas de residência.
3 – Fazer pelo menos uma viagem inesquecível.
4 – Fazer a unha toda semana.
5 – Cuidar mais da minha cachorra.
6 – Dar mais atenção aos meus pais.
7 – Não me deixar levar por qualquer pessoa.
8 – Me apaixonar menos.
9 – Passar outro Reveillon inesquecível.
10 – Achar o amor da minha vida.

Feliz 2009!